quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Paranatinga - novembro


No dia 13 de novembro, aconteceu último encontro do Gestar II em Paranatinga, as cursistas que relataram que ao elaborar e desenvolver o Projeto de forma interdisciplinar foi muito interessante, pois perceberam que este tipo de trabalho não é tão difícil como acreditavam que fosse e, ainda percebeu-se na fala dos presentes. Através dos relatos pude perceber o envolvimento e a participação de todos os participantes no decorrer do curso o que enriqueceu bastante a dinâmica e a troca de experiências gerando maior aprendizagem e prazer aos envolvidos.

Gaúcha do Norte - novembro




Em 11 de novembro tivemos o último encontro do Gestar II de Língua Portuguesa em Gaúcha do Norte, no momento aconteceu uma cerimônia de encerramento com o depoimento dos envolvidos (cursistas, formadoras e coordenadora), houve o relato que ao elaborar e desenvolver o Projeto de forma interdisciplinar foi muito interessante, pois perceberam que este tipo de trabalho não é tão difícil como acreditavam que fosse e, ainda percebeu-se na fala dos presentes o quanto o Programa Gestar II de Língua Portuguesa teve importância e conseguiu atingir a meta proposta pelo mesmo, pois ficou claro que todos os participantes estão empolgados e engajados com a proposta, ainda pude ver que este foi apenas o começo desta nova caminhada, pois para o próximo ano com certeza as atividades propostas pelo Programa fará parte do currículo escolar das escolas em que possuem professores que participaram deste Projeto.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Santo Antônio do Leste - novembro


Nos dias 04 e 05 de novembro realizou-se, em Santo Antônio do Leste, o último encontro do Gestar II de Língua Portuguesa, onde foram finalizados os estudos das TPs e socializadas as atividades realizadas pelas cursistas em suas salas de aulas. Os depoimentos das cursistas a respeito do Projeto, o qual deveria estar de acordo com os pressupostos do Gestar II, foi elaborado e desenvolvido de forma interdisciplinar e relataram o quanto foi gratificante ter participado deste Programa. Através dos relatos pude perceber o envolvimento e a participação de todos os participantes no decorrer do curso o que enriqueceu bastante a dinâmica e a troca de experiências gerando maior aprendizagem e prazer aos envolvidos.

Paranatinga - outubro


Aconteceu, em Paranatinga, no dia 22 de outubro mais um encontro do Gestar II, iniciamos com o relato das cursistas sobre os Avançando na Prática que foram aplicados neste momento de troca de experiências ficou claro o envolvimento e aprendizagem de alunos e professores com o desenvolvimento das atividades.

Gaúcha do Norte - outubro




Em Gaúcha do Norte, no dia 14 e 15 de outubro realizou-se o encontro do Gestar II foi muito bom devido à participação das cursistas o que tornou o curso descontraído e proveitoso, com os relatos do Avançando na Prática pode-se notar o envolvimento de professores e alunos no decorrer das atividades e, ainda pude notar que apesar do cansaço e dos professores estarem muito atarefados estão desenvolvendo as atividades do Programa de forma satisfatória atingindo os objetivos propostos.

Santo Antônio do Leste - outubro




Nos dias 07 e 08 de outubro, em Santo Antônio do Leste, tivemos mais um encontro do Gestar II, onde foi realizado o estudo das TPs 1 e 2, foi muito proveitoso o relato das cursistas a respeito da aplicação dos Avançando na Prática, percebeu-se que a cada encontro as cursistas estão mais empolgadas com as atividades e com os resultados obtidos. No dia 08 de outubro fui observar uma aula, na qual a professora aplicou um dos avançando na prática foi muito interessante, pois a participação dos alunos foi boa com o envolvimento ativo na atividade proposta.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Gaúcha do Norte











No dia 23 de setembro, em Gaúcha do Norte, realizou-se o Encontro do Gestar II – Língua Portuguesa. Neste encontro as cursistas estavam bastante animadas, pois a cada dia que passa estão mais contagiadas pelo Programa Gestar II. Estão aplicando os Avançando na Prática e se identificando com as atividades e os alunos participando ativamente.
Uma das cursistas relatou que os alunos ficam ansiosos para que tenham aula com as atividades do Gestar II, segundo a professora os alunos comentam que as atividades são interessantes, diferentes e divertidas.
Uma das professoras aplicou o Avançando na Prática da pág. 108 a respeito do Carnaval e, também foram exploradas outras festas populares regionais. O resultado foi muito bom com a participação dos alunos e envolvimento dos mesmos com pesquisa, produção e exposição de cartazes. Esta atividade foi muito interessante, pois esta professora trabalha com turma multisseriada, atendendo alunos do sexto e sétimo ano, e atividade foi adaptada às séries atendidas, o que deixou a atividade ainda mais interessante e rica. E, ainda a professora produziu HQs baseadas nas pesquisas realizadas, as quais ficaram muito criativas.
A cada dia que passa percebo o quanto o Programa é apaixonante e envolvente.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Encontro em Paranatinga


Em Paranatinga o Encontro do Gestar II aconteceu no dia 14 de setembro e foi muito proveitoso, pois percebi o quanto as cursistas estão gostando das atividades que estão desenvolvendo com os alunos.
Os relatos dos Avançando na Prática foram dinâmico e notei que houve a participação ativa de todos os envolvidos nas atividades. As cursistas relataram ainda que os alunos se identificam com as atividades propostas e com isso o resultado está cada vez melhor e a aprendizagem mais efetiva.

Encontros Gestar II




Nos dias 09 e 10 de setembro, realizou-se mais um encontro do Gestar II em Santo Antônio do Leste. O encontro começou com a leitura da mensagem “O Bosque”, em seguida, realizamos uma reflexão a respeito da mensagem foi muito interessante, pois todas gostaram do que foi passado e foram feitos comentários e considerações pertinentes ao assunto. Dando continuidade passamos para os relatos do Avançando na Prática, pude perceber que a cada encontro as cursistas estão mais a vontade com o material com isso as atividades estão acontecendo com mais segurança e envolvimento entre professor e aluno.
Apesar de algumas reclamações quanto ao pouco tempo para as oficinas todas estão bem interessadas e a cada dia acreditando mais no Programa.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Encontro em Gaúcha do Norte



Em 26 de agosto foi realizado o Encontro de Língua Portuguesa do Gestar II em Gaúcha do Norte, no período vespertino e noturno. Foram realizadas oficinas das unidades 19 e 20 da TP5 e 20 e 21 da TP.
O relato de uma das cursistas foi a respeito da atividade da página 229 da TP5 explorando as marcas de relações lógicas de negação, de condição e de causa e conseqüência. Este foi um relato emocionante, por se tratar de uma professora que trabalha com turmas multisseriadas, com alunos do 6º ao 9º ano, sendo assim houve uma adaptação da atividade para todas as séries atendidas, o que tornou a atividade ainda mais interessante, pois a professora conseguiu adequar a todos os níveis que atende e acabou surpreendida pelo envolvimento e desenvolvimento dos alunos na atividade realizada.
Neste encontro, que foi muito gratificante devido aos relatos emocionados das professoras envolvidas percebeu-se que as cursistas estão compreendendo como funciona a dinâmica do Programa e estão se envolvendo cada vez mais no processo de ensino e aprendizagem e com isso percebendo o quanto é importante a sequência didática para proporcionar aquisição do conhecimento pelos alunos.

Encontro em Paranatinga



Dia 24 de agosto tivemos mais um encontro do Gestar II de Língua Portuguesa, em Paranatinga, no período vespertino e noturno. Foram realizadas oficinas das unidades 19 e 20 da TP5 e 20 e 21 da TP.
Das atividades relatadas do avançando na prática uma das cursistas desenvolveu a da página 130 da TP5 para explorar os elos coesivos, de acordo com o relato foi um trabalho interessante e contou com a participação dos alunos que conseguiram identificar e compreender os elos coesivos.
Após esta etapa foi realizado a produção textual utilizando os recursos coesivos apreendidos. De acordo com o relato da cursista da forma que foi feito o encaminhamento o aprendizado tornou-se mais fácil e significativo.
Neste encontro as cursistas estavam bastante animadas com o Programa por perceberem o quanto as sequências didáticas são importante para o aprendizado e desenvolvimento do aluno.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Gestar II

videoApós esta etapa do Gestar II de Língua Portuguesa ficou claro que o professor não é mais o detentor do conhecimento, aquele que sabe tudo, nem seus alunos são meros receptores do conhecimento. Sendo assim, cabe ao professor aponta caminhos para que seus alunos descubram e construam de forma interativa os saberes.

terça-feira, 21 de julho de 2009




Em Gaúcha do Norte, o Encontro do Gestar II, ocorreu no dia 12 de julho, onde foram estudadas as oficinas da TP4 e as unidades 17 e 18 da TP5, estas oficinas foram muito interessantes e descontraídas, pois essas meninas são muito divertidas e aplicadas.
Na socialização do Avançando na Prática, as cursistas realizaram atividades relacionadas à Festa Junina, pois as escolas estavam realizando estas festas, a outra atividade realizada foi a respeito de “A Cidade Onde Vivo”.
A atividade realizada sobre Festas Juninas envolveu vários gêneros textuais, como elaboração de cartazes, convites, relatórios e, ainda realizaram atividades interdisciplinar com a disciplina de Arte e de História, os relatos foram entusiasmados e pude perceber o quanto esta experiência foi gratificante para as cursistas.
E, ainda desenvolvemos a atividade com o poema, “Cidadezinha Qualquer” de Carlos Drummond de Andrade, e foi interessante perceber o quanto se identificaram com o tema do poema e o desenvolvimento de outras atividades elaboradas pelas cursistas.
Apesar do cansaço o encontro foi muito bom e gratificante.




O Encontro do Gestar II, em Paranatinga, aconteceu no dia 08 de julho, foi muito produtivo, realizamos as oficinas da TP4 e da TP5, das unidades 17 e 18, e, apesar do cansaço foi muito proveitoso, pois essas meninas são demais.
Na socialização do Avançando na Prática foi muito interessante, pois todas desenvolveram atividades relacionadas à Festa Junina e outras festas que são comemoradas no município. A que mais se destacou foi uma das experiências que foi além da atividade proposta na TP4, com a realização de atividades de pesquisas a respeito de festas tradicionais no município, e pude perceber que este pessoal é muito festeiro.
Os alunos, orientados pelos professores, realizaram pesquisas, relatórios e organizaram exposição de fotos para ilustrar as pesquisas realizadas.
Com o poema “Cidadezinha Qualquer” de Carlos Drummond de Andrade, realizamos as atividades propostas na oficina e, ainda foram desenvolvidas outras atividades criadas pelas cursistas, pois devido ao lançamento de um livro sobre a cidade e ser comemorado o aniversário do município, este tema tornou-se oportuno.

sexta-feira, 5 de junho de 2009


No dia 23 de abril realizou-se aula inaugural do Gestar II em Santo Antônio do Leste, sendo assim reuniram-se na Câmara Municipal, representante do prefeito, Secretário Municipal de Educação, Diretor e coordenadora do CEFAPRO – pólo Primavera do Leste, gestores da escola estadual e da municipal e os professores das duas redes, os que irão cursar o Gestar II e os demais professores.
Na ocasião foi apresentado o Programa Gestar II, pode-se notar o interesse de todos os presentes. Na oportunidade obtivemos o compromisso dos professores, público alvo do Projeto, para participarem.
Em Santo Antônio do Leste, a terceira e a quarta oficina do Gestar II realizaram-se no dia 02 de junho. Iniciamos com a leitura de uma mensagem “Só por hoje”, em seguida foram feitos comentários a respeito da mensagem, todos gostaram muito, pois a mesma era bastante motivadora.
Em seguida com a socialização do Avançando na Prática uma das professoras aplicou a atividade de elaborar uma biografia de alguém importante na/para comunidade. A professora relatou como foi realizado o encaminhamento metodológico da atividade, ressaltou o envolvimento dos alunos ao realizarem a proposta e, ainda com a realização desta atividade os alunos também fizeram entrevistas para que pudessem sistematizar a biografia.
Outra professora aplicou a atividade de elaboração de um jornal, nesta foram envolvidos diferentes gêneros textuais.
A professora relatou com entusiasmo o envolvimento e a empolgação dos alunos ao realizarem as atividades propostas.



Em Gaúcha do Norte a 3ª e 4ª oficina foi realizada no dia 20 de maio.
Iniciamos com uma mensagem no data-sow “As Coisas Belas da Vida”, comentários a respeito da mensagem, em seguida foi realizado um feed back do assunto da TP3, com slides, comentários e exemplos. Realizamos a atividade proposta para a oficina, em grupos foram realizadas as atividades propostas com os textos sugeridos, após a conclusão do trabalho com a elaboração das atividades passamos para a segunda parte, a apresentação das atividades, o que foi muito gratificante devido ao envolvimento dos cursistas nesta atividade. Os grupos demonstraram bastante entrosamento e elencaram atividades diversificadas de como trabalhar leitura, interpretação e escrita.
Todos os trabalhos merecem destaque, mas vou relatar apenas o de uma das duplas que apresentou atividade de leitura de imagem do texto “Poema Tirado de Uma Notícia de Jornal”, de Manuel Bandeira, e atividade de intertextualidade com o texto. Como atividade de Produção sugeriram a pesquisa em jornais de anúncios e a transformação do texto em um anúncio de jornal.

quinta-feira, 4 de junho de 2009





Os cursistas de Paranatinga realizaram a 3ª e 4ª oficinas nos dias 22 e 23 de maio. Iniciamos com uma mensagem no data-sow “As Coisas Belas da Vida”, comentários a respeito da mensagem, em seguida foi realizado um feed back do assunto da TP3, com slides, comentários e exemplos. Realizamos a atividade proposta para a oficina, em grupos foram realizadas as atividades propostas com os textos sugeridos, após a conclusão do trabalho com a elaboração das atividades passamos para a segunda parte, a apresentação das atividades, o que foi muito gratificante devido ao envolvimento dos cursistas nesta atividade. Os grupos demonstraram bastante entrosamento e elencaram atividades diversificadas de como trabalhar leitura, interpretação e escrita.
Nestas oficinas pudemos perceber o envolvimento de todos os participantes e quanto estão dispostos a aprender todos estão de parabéns pelos trabalhos realizados, pois este grupo é muito arrojado, mas escolhi apenas um para relatar. Esta dupla realizou o trabalho com o texto, Bom Dia, de Gilberto Gil e Nana Caymmi. Como atividade de leitura e interpretação foi sugerido uma dramatização, e como produção de texto a elaboração de uma paródia. Com as atividades foram trabalhados diferentes gêneros textuais como: poesia, música, teatro.

terça-feira, 21 de abril de 2009

Encontro em Gaúcha do Norte


Esse pessoal de Gaúcha do Norte estavam concentradíssimos no estudo do Guia Geral.

É isso aí pessoal.

Agora ninguém segura.

Encontro em Paranatinga


Olha que pessoal animado, esta turma de Paranatinga.

Aí estão todos concentrados nos estudos do Guia Geral.

Agora vamos partir para o trabalho.

É isso aí pessoal.

segunda-feira, 9 de março de 2009

LINGUAGEM E PRODUÇÃO DE TEXTOS

Conceber a linguagem em toda a sua dimensão histórica e social implica compreendê-la como produto de um trabalho coletivo e histórico da experiência entre os homens.
É devido à natureza social e cultural da linguagem que suas regras sociais se originam na própria prática com a linguagem, pois se as decisões de escolha de quem produz a linguagem são reguladas pelo outro e pela força dos grupos sociais e do momento histórico.
Nessa perspectiva a linguagem não serve apenas para transmitir informações, mas é capaz de organizar e revelar a consciência e o pensamento e, devido ao seu caráter simbólico, a linguagem é capaz de representar o real.
O aluno deverá ter claro para quem ele fala e escreve, num lugar e momento determinados, o significado da linguagem emerge desta contextualização.

  • Diante de uma proposta de produção textual deve-se ter clareza a respeito de:
    - o que deseja dizer sobre o tema proposto, tendo em vista suas intenções (tese - argumentos; causa - conseqüência; fato - anterioridade; problema - solução; conflito - resolução; progressão argumentativa);
    - meio social a que se refere (quanto ao texto dissertativo, relacionar adequadamente a seleção e a ordenação dos argumentos com a tese);
    - seu interlocutor (identificar o interlocutor e o assunto sobre o qual se posiciona para estabelecer interlocução);
    - mecanismos de composição a ser utilizado (considerando as condições de produção, utilizar diferentes recursos resultantes de operações lingüísticas – escolha, ordenação, expansão, transformação);
    - qual a finalidade dessa produção.
  • Tendo claro esses elementos o texto será produzido com mais segurança, o que será decisivo para desenvolver-se um bom produtor de textos.

quarta-feira, 4 de março de 2009

O ENSINO DA LINGUAGEM PADRÃO

O ensino da norma padrão para os falantes dos dialetos não padrão é um dos principais desafios da escola. É obrigação da escola prover os alunos da classe social popular, de um material lingüístico, que possibilite o acesso à linguagem de maior prestígio social, usada pela classe dominante.
O respeito à variedade lingüística da criança é necessário para se desfazer o preconceito de que a utilização de formas desprestigiadas representa uma incapacidade da criança em aprender. A questão é que a criança interiorizou a linguagem usada nas suas próprias relações sociais. Cabe então à escola criar condições para que esta criança possa vivenciar situações sociais com a linguagem padrão para que ela tenha condições de manuseá-la. Para que se torne possível qualquer ascensão social, a escola deve ter como meta o domínio da norma padrão.
Enfim, o professor precisa ter clareza que a ortografia é um aspecto a ser trabalhado no decorrer da vida escolar. Um trabalho permanente e contínuo que possui duas naturezas: intelectual (baseado em regras) e de natureza convencional.

O uso das várias gramáticas no contexto escolar

Pensar o ensino de Língua Portuguesa significa pensar na realidade da linguagem, pois é via linguagem que nos constituímos enquanto sujeitos no mundo, é a linguagem que, com o trabalho, caracteriza a nossa humanidade, que nos diferencia dos animais. É a linguagem que nos possibilita pensar nos objetos e a operar com eles na sua ausência. Essa capacidade de abstração, que também caracteriza o ser humano, só se tornou possível porque o homem, impelido pela necessidade de se organizar socialmente, construiu a linguagem, um conjunto de signos que são a representação do real.
Acreditamos que nas aulas de língua portuguesa se ensine a ler e a escrever.O trabalho com a gramática será feito na perspectiva do uso da funcionalidade dos elementos gramaticais. A gramática normativa, devera ser de domínio do professor, pois este sim é o responsável pela criação de situações, ao nível da prática, em que os alunos deverão incorporar de modo cada vez mais elaborado, a gramática da língua padrão. O que defendemos aqui não é deixarmos de lado a gramática, mas utilizá-la de forma criativa e funcional aproveitando as oportunidades que aparecerem, sem, no entanto, termos como norteador de nosso trabalho que a língua deve se constituir na compreensão dos fatos lingüísticos e não na nomenclatura e classificação dos mesmos.

©2007 '' Por Elke di Barros